Saiba o que são e quais são as substâncias magnéticas mais comuns

como o frio afeta o imã?
Você sabe de que forma o frio afeta os ímãs?
17 de fevereiro de 2022
conheça sobre o desenvolvimento de produtos com imã
Desenvolvimento de novos projetos magnéticos
13 de abril de 2022
Mostrar todos

Saiba o que são e quais são as substâncias magnéticas mais comuns

quais são as substâncias magnéticas mais comuns?

As substâncias magnéticas são aquelas capazes de atrair ou repelir outros elementos magnéticos. Essas substâncias podem ser:

  • Ferromagnéticas, aquelas facilmente magnetizadas.
    Ex.: ferro, cobalto, níquel, gadolínio, disprósio e ligas especiais de aço.
  • Paramagnéticas, aquelas fracamente magnetizadas.
    Ex.: manganês, cromo, estanho, alumínio, ar, platina.
  • Diamagnéticas, aquelas cuja influência magnética é invertida, isto é, são repelidas.
    Ex.: cobre, bismuto, ouro.

Essa grandeza de atração e repulsão só acontece quando as substâncias magnéticas interagem entre si, ou seja, se juntássemos esses elementos com o plástico, papel, madeira ou borracha, por exemplo, não haveria nenhum fenômeno magnético.

Existe para essas substâncias magnéticas uma classificação em função das suas propriedades, do seu comportamento em relação ao campo magnético e em função da sua permeabilidade. Essa permeabilidade magnética é uma constante de proporcionalidade, calculada através da relação entre o fluxo magnético (B) e a intensidade do campo magnético exterior ao objeto. É a capacidade que os diferentes tipos de materiais têm para atrair ou não elementos metálicos, mediante campos magnéticos.

Vários elementos são atraídos por ímãs, objetos esses divididos entre materiais macios e duros.  Os magnetos duros são aqueles ímãs “permanentes” – o que significa que exigem um forte campo externo para levar sua magnetização a zero. Já os ímãs moles, macios ou doces possuem um magnetismo facilmente reversível, ou seja, caracterizam-se pela facilidade de magnetização e desmagnetização, enquanto os materiais duros apresentam mais dificuldade para ativá-la ou desativá-la.

Os cientistas conseguiram utilizar um campo magnético externo para fazer com que os domínios de outro material passassem de duros para moles e vice-versa. A influência de altas temperaturas causou uma desordem química na escala do nanômetro, criando um efeito gigantesco sobre as propriedades macroscópicas do ímã, com isso, eles poderiam ser ligados ou desligados.

Descobriram também que os materiais magnéticos podem ser “dopados” com uma variação mínima em sua constituição, resultando em um comportamento magnético totalmente diferente do material original.

O universo magnético é muito amplo e fascinante. A Tesla Ímãs tem ampla experiência nessa área, trabalhando desde a importação e distribuição de ímãs de neodímio, até a execução e homologação de novos produtos.

Tesla Ímãs
A Tesla Ímãs é uma das principais distribuidoras desse produto no Brasil. Ao comprar ímãs de neodímio com a empresa, você terá a certeza de adquirir um produto de qualidade, com um preço bastante competitivo e com prazos de entrega confiáveis
× Enviar WhatsApp